25 de fevereiro de 2024

Ser o ser

Ser o
dia

Ser
eterno

Ser a
luz

Ser de
luz

Ser a
escuridão

Ser o
sol que abrasa,

O
coração

Ser o
dia

Ser o
tempo

O vento

O evento

O que
foi e o que ficou

A
estagnação

Ser a
semente em germinação

Ser o
ser

E ser a
flor

Ser a
essência da vida

E o que
nos toca

Ser o
amor

Ser o
afago

E o
toque das mãos

Ser a
sublimação

Ser o
frio

O calor

Ser a
meação

Ser o
doce

E também
o sal

O
tempero da vida         

E ser a
vida em arrebatamento

Nilson
Ericeira