26 de fevereiro de 2024

Falas do coração

Talvez
os meus olhos não seja suficientes para que percebas

Talvez a
minha boca não consiga expressar

E os
meus gestos incapazes de te fazer entender

Talvez
por faltar-me persuasão

Mas sei
são falas do meu coração

Talvez o
meu ser não te cause admiração

E minhas
falas não te chamem atenção

O meu
riso, o meu canto, a minha poesia e até a minha melancolia

Mas
saibas que o que mais me dá alegria

É saber do
amor que existe em mim

Talvez por
não está nos padrões

Por não
usar de estética para me expressar

Não te
apercebas do tanto que posso te amar

Então,
por minha voz não conseguir te alcançar

A rede
dos meus olhos não conseguir te emalhar

E os
meus braços carente de ti não conseguir te abraça

Eu te
peço que escute pelo menos a voz do meu coração

Que há muito
te pede em mim

E sente
bem de longe a essência de flores nos jardins

E guarda
a essência de todas elas para poder te ofertar

Por
isso, eu queria que entendesse, com ou sem persuasão,

as falas
do meu coração

 Nilson
Ericeira