24 de fevereiro de 2024

Quando e por que nos importar com as pessoas

 Quando
nosso coração sente vontade de aproximação não devemos negá-lo.
  E quando as pessoas precisam de nós, de
alguma forma, devemos nos dispor a ajudá-las.
 Por vezes o que sobra em nós falta em algum
lugar. Todo e qualquer conhecimento em quaisquer áreas só tem valor quando
compartilhado com as pessoas do mundo.

Do
mesmo modo que não devemos nos permitir passar pelos dias com se tudo fosse
apenas uma rotina ou fórmula de encaixe. A vida nos prepara para beneficiar
outros seres. Mas ainda há os que negam até poucas palavras com ditos irmãos!

Bom
dia, como vai você! Muito prazer em vê-la! Sinto-me alegre em vê-la!

O
que nos serve algum conhecimento se nos tornarmos uma ilha em nós próprios? Feliz
é aquele que com palavras, gestos e atitudes conseguiu influenciar
positivamente na vida do outro. Quando alguém nos procura é porque tem
necessidade de alguma maneira. Deveríamos nos sentir privilegiados ao
contribuir para melhorar a vida das pessoas.

Uma
coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa – Não devemos exercer o papel de
estado como se fosse gesto de solidariedade e amor ao próximo. Solidariedade é
ação voluntária e de humildade que faz com que um ser sinta o estado do outro
e, assim, comece a agir para transformar àquela situação. O clientelismo e o
assistencialismo só têm servido aos maus políticos e mais nada, pois não altera
o status social do individuo assistido.

Quando
devemos nos importar com as pessoas? Quando for para fazer o bem.