22 de fevereiro de 2024

Revelações introspectivas

Por
que eu não disse coisas que devia

Por
que deixei passar o tempo escondendo o que não deveria

E
por que não declarei todo o meu amor com essências minhas

Talvez
porque somos umas convenções ambulantes

Carregamos
preconceitos que não nos servem

Ou
somos rudes e incapazes de compreender toda extensão do amor

Agora
vivo a pedir asas para voar e pés para te seguir

Porém
eu sei que é tarde se até as estrelas se despediram para sonhar

Assim
ou vou seguindo sem conseguir me explicar

E
com tantos porquês a perguntar e por que não me declarei para te amar

Assim
mesmo vou seguindo buscando explicações que só eu posso explicar

É
que o que se sente não espera a hora para brotar

Agora
eu sei que já é bem tarde e nada me trará de volta o que eu tinha para
expressar

Então,
por que será que desperdiçamos tanto tempo que temos a sonhar

Hoje
em dia, a saudade, mistura-se à melancolia

E
sei que meus porquês não vêm de outro lugar

Vêm
do meu coração que espera sempre te amar

 Nilson
Ericeira