20 de fevereiro de 2024

E na ‘URE’ de São Luís – porque ser grato faz bem ao coração

Este espaço institucional e
educacional faz parte da Seduc-MA. Recentemente estive lá a benefício da minha
vida funcional. Mas esta não é informação, é complemento.

Considero-me uma pessoa
muito bem relacionada com meus colegas de instituição, mas foi lá no começo da
minha vida funcional em que começou o semeio e plantio. Sentido em que nunca
neguei e jamais negarei que muitas mãos e mentes generosas me alçaram a outros
voos. Se não voo assim tão alto como era a expectativa de todos, é que sou
limitado! Muito diferente dos que já nascem prontos. Que bem isto me faz.

Tudo para dizer que encontrei,
ou melhor, reencontre uma amiga lá do meço, a professora Ildete Dias, pessoa
que tenho apreço e amor. E lá, entre o labor dos papeis e chamadas
protocolares, abraçamo-nos, revivemos boas e eternas lembranças.

Sabem que tenho alguns
costumes: o de perguntar…

Eu sou um perguntador –
disto não abro mão, e perguntei por tanta gente. Tantas pessoas especiais que
passaram em nossas vidas e que ficaram, aliás, nos ajudaram a ir pelos caminhos
do bem.

E falamos: de antigos
secretários a atuais, isto como nossa veia sátira e humorística. Dos nossos amigos,
ah que saudade!

Ildete Dias, que bom que
você é um espelho de retidão, amor ao próximo, amizade e lealdade. A sua
sinceridade no responder, no dizer, no me orientar me valeu muito a pena.

Em síntese, sou
eternamente grato. Muito obrigado, amiga.