25 de fevereiro de 2024

Outra vez no jardim

Hoje
eu amanheci no meu jardim

E
vi a luz aos poucos te iluminar

E
logo um botão a despertar

E
nem percebi que só um pretexto para te amar

Aos
poucos fui lembrando de lembrar

Que
nunca deixei de te amar

E
assim se fez o ciclo do dia

À
noite o céu dividiu o plantão

Era
luz que estava a espiar

E
àquela a flor parecia ressonar

E
guardar-se para outro dia despertar

Agora
sei que o amor não se tem só por um instante

Precisamos
ficar eternamente vigilantes

Pois
um sentimento que nos domina

E
mais uma vez olhei para mim

Logo
vi que não passou de imaginação

Tentei
me conformar com que se passava

E
novamente comecei a sonhar

   Nilson
Ericeira