20 de fevereiro de 2024

Coração mudo

Tanto tempo
faz

Que eu não
sei de sua vida.

Tanto tempo
faz

Que nem sorrir
para mim.

Tanto tempo
faz

Que omite
este sentimento tão bonito.

Tanto tempo
faz

Que não
olha nos meus olhos e me diz e o que sei.

Tanto tempo
faz

Que sinto
falta de você.

Tanto tempo
faz

Que recusa,
mas aceita as verdades do amor.

Tanto tempo
faz

Que não
escuta o coração.

Tanto tempo
que ausente de mim

Faz-me
sofrer…

E que tempo
é esse que mascara amor,

Verdades
íntimas, sublimes…

Rasga-me e
igual a um furacão,

Devora-me

Que no
noutro tempo eu possa receber esse amor.

Em enxurradas
de amor.

E que você nunca
sofra o meu sofrer,

Cale o meu
dizer,

Mas queira
o meu querer.

E noutro
tempo de amar em encaixes perfeitos.

Sobrevier-me
em paraísos de amor.

Um amor
assim: que dispensa tempos

E conjuga o
tempo de amar.

Meu coração
me diz que é amor

Num coração
mudo.

Nilson Ericeira

você pode ter Perdido