27 de fevereiro de 2024

O silêncio

De certas coisas

De muitas coisas
Agruras que a vida me fez
O silêncio é a fala do invisível
Do indizível e introspectivo
Relatos não ditos
Marcas…
Pegadas enfim
O silêncio é a voz que cala
O ser que silencia
Em omissões
Por um fio escapam: desilusões
Em acúmulos não ditos
Malditas vozes que sufocam
Talvez na degravação do tempo se explique
O silêncio é sangue que estanca
Represas…
Nilson Ericeira