25 de fevereiro de 2024

Meu pai Crecy

 Meu pai
é para mim um grande ator

Que está
todos os dias a ensaiar novas cenas em mim

O ator e
o diretor de todas as cenas do meu coração

Alguém
que faz a tomada das cenas e que me dirige

Alguém
que deu o maior cenário e a maior escola

E assim
me fiz um aprendiz da vida que segue as instruções do seu diretor

De forma
que só guardo coisas boas em mim

Mas
foram tantas lições que não conseguiria nomear a única

A
primeira e a derradeira, pois uma série de tomadas em mim

Mas a
dignidade é com certeza uma das maiores virtudes que me propus a herdar

Assim eu
vou tocando a minha vida, sempre grato por um sentimento único e verdadeiro

Aprendendo
as melhores lições e amando e respeitando o meu próximo

Revitalizando
ensinamentos de amor e gratidão

Lembrando
e homenageando o meu pai todos os dias da minha vida

Do mesmo
modo que me ponho no palco da vida a ensaiar as melhores cena ao meu filho

Sendo
repetitivo e redundante, explicando-lhe, ensinando-lhe até a exaustão

Pois o
que certamente mais dói nos pais é perderem os seus atores

É não poder
dirigir novos ensaios por ausência ou vergonha

E assim,
em todos os dias da minha vida, ficarei sempre com as melhores imagens do meu
pai

E, não
esperarei, datas simbólicas ou comemorativas para declarar o meu amor

Mas
regarei no coração em ensaios de mim ou na vida real, o melhor de mim: o amor
pelos meus pais

Meu pai
querido, meu amor!

Que Deus
o tenha lá no céu, no melhor palco do mundo: céu com os anjos

E que
sempre me coloque para dá os primeiros passos e balbuciar as primeiras palavras

Ensinando
e protegendo-me nos melhores caminhos

E, que,
do mesmo modo que sempre segurou nas minha mãos

Abrace-me
para que eu sempre me sinta mais seguro

Pois na
unção do teu amor viverei a agradecer por todo o amor que a mim dispensou

E amarei
para sempre meu melhor e mais valoroso amigo

Agora e
sempre

 Nilson
Ericeira