20 de fevereiro de 2024

Um canto de amor

Quando eu
canto, na verdade te chamo para escutar a voz do meu coração

E quando eu
silencio é que estou enviando mensagens para ti

Mas quando
eu ouço a tua voz lá meu coração

É a unção
do amor que se derrama em mim

E eu me
torno logo um oceano de ti,

só para ver
se deságuas outra vez em mim

E assim eu
vou, tentando escutar a voz do meu coração

E sei que
quando os meus olhos te procuram

É porque há
muito já estas lá dentro do meu coração

És um oceano,
um céu de estrelas brilhando para mim

E se meu
ser, sinestesia, é que meu coração é só alegria de ter p teu amor em mim

Ah meu
amor, sempre contigo estou, embora longe de mim

É que sinto
sempre a tua presença na essência das flores que vêm do nosso jardim

E assim, eu
fico a favor do vento e sinto o aroma de ti em mim

Eu até já
tentei não escutar o meu coração, mas não adianta negar, pois as coisas amor
não se consegue esconder

Ah, há tanta
desfaçatez!

Por isso
que eu sempre estou a me escutar, é que escuto a voz do meu coração te
procurando para amar

Nilson
Ericeira