27 de fevereiro de 2024

A indiferença e ausência de empatia fazem isso: o que eu tenho a ver com isso?

Ora, vivemos em sociedade e, se isso não bastasse, somos humanos.

Há pessoas que não se importam com os outros e, quando nos veem, ou mesmo nas manifestações midiáticas, fazem festas. Depois seguem distantes aparentando íntimas e cheias de considerações.

A ilusão persuasiva da aparência não se sustenta por muito tempo.

Tempos modernos! Talvez eu tenha passado do tempo. É que geralmente ‘a caretice vem com a velhice’!

Tenho conversado comigo mesmo, por absoluta falta de confiança nos parceiros, não por inabilitação deles, mas minha mesmo.

Mas há os que pensam que, a violência a que estamos vítimas, foi produzida com o último ato, porém mero engano ou mesmo banalização.

Enfim, embora saibamos que todos estamos no mesmo barco, com aparentes categorias de cadeiras, caso continuemos sem as mínimas noções náuticas, naufragaremos na primeira onda, caso não façamos do amor o óleo das nossas vidas.

E se nos faltarem boias!