25 de fevereiro de 2024

Voz do mor

 Voz do mor

A voz do amor às vezes cala
Entristece e parece sumir
Mas é só impressão, lá dentro do peito reverbera
Palavras do coração
Há vozes que nem sempre escutamos
Outras fazemos questão, mensagens do coração
Nem sempre sabemos como reagir
Ou se melhor omitir
O que pede o nosso coração é a expressão do amor
Assim, na medida que os dias passam, outra voz ressoa
Ao tempo de me permitir em silêncio só para te escutar
Nilson Ericeira