25 de fevereiro de 2024

Arari e a minha magia

 Amor e vida

Oxigênio e céu

Água e rio

Oceano que se encontra com o mar

Flor e jardim

O melhor de mim

Essências da minha vida

Morada e guarida

Amor mais que perfeito

A conjugação em todos os modos

Tempos e imperativos do verbo amar

Meu mundo perfeito

Minhas ruas, becos, caminhos

Avenidas em mim

Alegria da chegada

Saudade da partida

Pai, filho, mãe gentil

É de ti Arari o meu amor

Por isso vivo a te enaltecer

E de me ir, saibas que tudo em mim vem de ti

Meus pés, passos, marcas, caminhos…

Então, sei que me dá a voz

Sinfonias do meu coração

E se um dia eu for, deixo o meu amor

Então, me virão em verões outonos, invernos e
primaveras

E em todas as estações, só nos basta esperar

E os dias clarearem, as noites anoitecerem

O sol brilhar, a lua nos vigiar

No teu céu!

As luzes do nosso amor

Para só do teu amor vivermos

Aqui e onde estivermos

Pois o nosso néctar de amar é de ti derivante

Antes só um filho

Agora e sempre, amante

     Nilson
Ericeira