20 de fevereiro de 2024

Pegadas num coração…

Ainda
hoje eu te vi reluzir no quarteirão daquela rua

e
passou em vultos ou sombras

Eu
vi nos teus olhos distantes a tua procura

E
deixou pegadas dentro meu coração e ainda fez menção de voltar

Ancorou
no meu peito como quem espera a tempestade passar

Depois
a calmaria

Ah
se soubesse das tuas intenções ou mesmo adivinhasse teus pensamentos

Proporia
te amar toda a minha vida independente de calmaria ou tempestade

E,
ainda, te louvaria

Por
toda a minha vida te amaria como se fosse só mais um dia

Ainda
ontem, outra vez, te vi chegar

E
nem percebeste dos meus olhares como quem te queria

É
que a tempestade passou e outras se formaram, mas venceu calmaria

Em
mim teu amor ficou e edificou dentro do meu coração

Mas
o tempo ingrato agora só me traz as cenas de antes

Mesmo
contigo tão distante nunca deixei de te amar

E
se for para ter outras visões de amor,

certamente
eu teria

E
se fosse para te esperar para sempre, outras vezes eu faria

 Nilson Ericeira