24 de fevereiro de 2024

A síntese de uma flor II

Dos
bons dias

Da
alegria de viver

Da
parição em sol e vida

Da
chuva repentina

Do
amor que adivinha

Da
minha transmutação

E
da parição em mim

Em
jardins floridos

Em
abraços incontidos…

Das
sementes em maturação

Do
meu amor em multiplicação

E
do que sente o meu coração

Do
que prometera

Ficou,
fez-se raízes

    Nilson
Ericeira