24 de fevereiro de 2024

O voo por uns abraços

Ah meu abraço tão querido e pretendido não está mais aqui

Tomou asas e voou pra muito longe daqui
Ah logo esse abraço tanta falta me faz
É que vejo mais!
Quero mais!
Desejo muito mais!
Ficou comigo, deixou em mim, sóis e clarões
Ah, é desses abraços que eu careço e você não dá
Mas você está em mim e também nas flores dos jardins
Onde existirem flores, há o amor em mim
Por isso vivo a buscar um amor pretendido
Mas acho que fui preterido com o que está e não está
Está em outro lugar, mas por favor venha oxigenar meu coração com os abraços que você não dá
Nilson Ericeira