27 de fevereiro de 2024

E se o nosso amigo nos decepcionar?

No
fundo, no fundo, não nos decepcionamos com determinadas pessoas, pois o nosso
convívio aos poucos vai demonstrando de que forma a pessoa é.  Então, não há decepção naquilo que já sabemos
ser, ou mesmo de que forma se constitui.

O
que fazemos é adiar determinadas ações, mesmo que em reiteradas vezes já
tenhamos percebido. É escamotear o que não gostaríamos que fosse.

Não
somos os donos da verdade, mas não costumamos esconder ou dissimular aquilo que
não gostaríamos que fosse, embora seja de pessoa que temos consideração,
respeito e amizade. Costumo dizer que não nos decepcionamos com quem não
consideramos ou com quem sabemos não nos considerar. Decepcionamo-nos, porém,
com algumas pessoas as quais resolvemos ou decidimos ter no nosso ciclo de
amigos.

Sabemos
que não existem receitas prontas ou fórmulas acabadas quando tratamos de
relacionamentos. De forma que, como se trata de um artigo, não se pode ter como
verdadeira completamente a sintaxe em voga, porém, uma coisa é certa,
precisamos tratar os nossos amigos com total e absoluto respeito.