22 de fevereiro de 2024

O problema de não ter problema I

Escrevo
porque gosto de escrever, contudo, ‘sei que nada sei’. Graças a esta convicção,
vivo a interagir com muitas pessoas. Aprendo um pouco todos os dias, apesar da
minha insipiência.

Tenho
pensado muito no fato de algumas pessoas não terem tantos problemas e fazerem
disto um motivo para buscá-los.


reside o maior problema, pois todos convivemos com pessoas diferentes e
com   conflitos inerentes a elas mesmas. E
acreditem, todos temos fórmulas para resolvermos os problemas dos outros,
quando não somos capazes de resolvermos os nossos!


pelo menos duas situações postas: somos
ou não somos felizes. Ainda assim,
entendemos que temos a solução do conflito alheio. E nós, por insipiência,
falta de experiência ou imaturidade, aconselhamo-nos com pessoas incapazes em si
mesmas!

Trazer
da rua problemas alheios nos fazem muito mal. Observem que há pessoas que se
dizem amigas e prontas para aconselhar, mas que nunca foram capazes de
apresentar soluções para o próprio labirinto em que vivem! É evidente que não
perdemos nem deixamos passar a oportunidade de nos vangloriarmos de apontar
soluções, mesmo que eivadas de incertezas. Todos temos necessidade de alimentar
o nosso ego todos os dias, porém precisamos ter muito cuidado.

O
rigor com nós mesmos, o olhar sobre a nossa própria realidade – Com quem
convivemos, quem de fato nos ama, quem nos abraça todos os dias, independentemente
da distância, quem nos acolhe sempre.

Problemas,
sempre teremos, mas precisamos abrir mão de buscar soluções em pessoas que não
têm como nos ajudar.