22 de fevereiro de 2024

O silêncio dos hipócritas

 Conformar-se
é tão pior quanto omitir-se

Camufla-se
não é apenas uma das formas de proteger-se

Não de
se condoer com a dor alheia é uma terrível esterilidade

Negar-se
para agradar aos outros e a si mesmo é hipocrisia plena

Encobrir
seus próprios valores é a anulação do ser
Viver de aparências é iludir a si mesmo

O
silenciar nem sempre é hipocrisia

Mas o
silenciar completamente é a morte dos ideais

E quando
não houver mais tempo para se redimir

Desculpem-me, o tempo passou e nossa face mudou

Mas contribuímos
para a degeneração do ser humano

Que de
tanto acomodar-se, omitir e falsear, morreu!

E a
morte pior talvez não seja a da matéria

Mas que
compromete o espírito

Pois uma
única chance de sarar a si mesmo

E não
comprometer o mundo com o jeito imundo de ser

Por
isso, deveríamos perceber os quês de nossa existência

Para que
vimos ao mundo

Para que
servimos

Onde
vamos chegar

E com
quem chegaremos

E,
assim, podermos nos enxergar na nossa própria imagem

Nilson
Ericeira