20 de fevereiro de 2024

Minha caixinha de segredos

Eu guardei o nome dela

Quando ela passa eu olhava na janela

Guardei seu riso e o que mais preciso pra me lembrar

Olho nos olhos dela o meu sorriso

Guardei na minha caixinha de segredos o melhor que ela tem

Guardei dentro de mim as essências do nosso jardim

E bem guardadinho o meu amor por ela a inda a preservar

Guardo tudo isso sem me dissipar

E certo que viagens pra te buscar

Quando saudade me enche os olhos e do meu coração derrama

Logo recorro a minha caixinha de segredos

Lá tudo está bem guardadinho,

pois guardo no meu coração teu amor e unção

Guardo em mim o teu encanto

Ainda lembro do jeito que passavas

Fazia que não me notavas

Mas do mesma forma, levavas o meu amor

Ainda hoje guarda a essência dela

Continuo olhando da janela

Só para outra vez te ver passar

Nilson Ericeira