22 de fevereiro de 2024

Amor intransitivo

Você é meu brilho sol

A luz, o céu, estrelas e luares

Você é meus andares…

Caminhos, encontro meio e fim

Você é o sentido da vida

O meu amor consentido

O todo devido

Um amor incontido

Você é a chuva caindo

A água correndo

O rio saciado

No peito sarado

Oque desemboca no mar…

Você é a minha alegria

A doce magia

Numa sinestesia de amar

O filme de aventura

O ápice da minha loucura

A vontade de te amar outra vez

É a minha lucidez

Na permanente procura

Você é o dia surgindo

O sol, a vida e o tempo

O ciclo das estações

No meu peito, o abrigo

A minha ânsia de amar

Você é o dia

E as notas da minha alegria

A noite chegando

O vento que vai, que chega

Que fica

Nilson Ericeira