24 de fevereiro de 2024

Vertigens

O que no peito verte, antes fosse dor

Não é, é amor

Antes corresse apenas e veias postas

Mas toma o ser

Antes, em indomável alma

É sina!

De quem ensina e aprende

Antes fosse uma visão apenas

Mas faz os ecos do coração

Habita o ser, dá vida e, num só tempo, desfalece

Se é vertigem, ainda em transe,

Pois coisas do coração indecifráveis

Bem melhor seria não sentir amor vazante

Nilson Ericeira