22 de fevereiro de 2024

O que no peito não cabia

Eis a
vida

Eeeiii a
vida

É que eu
sentir naquele dia a nostalgia do amor

O riso,
o belo do ser no meu peito não cabia

Eu vi
você sorrir!

Ah minha
alegria, minha doce magia

Mas que
eu sentia eu ainda hoje não sei dizer

Mas eu
sei que foi você quem me trouxe a voz do amor

Canções
e melodias mesmo sem conhecer um nota só

Eeei
você, nem que seja por favor venha devolver minha alegria

E o que
no peito não cabia hoje já sei o que que é

Pode até
ser uma ilusão, mas eu sinto o amor no coração

Eis a
vida que eu queria e outras vezes me permitia

É o amor
o que eu sentia

Pois eu
já cheguei à conclusão que tenho o amor no coração

Venha
outra vez sorrir para mim

Pode ser
que outras janelas possa abrir

E meu
ser a iluminar me mostrando que o amor é para que sabe amar

Ei você,
que quase de amor me implodia

Tem o
doce e a magia do que sempre me permitia

 Nilson Ericeira