25 de fevereiro de 2024

A segunda pessoa do amor

Quando
voltares,

estarei
pronto pra te abraçar.

Quando
partires,

estarei
pronto para te pedir pra voltar.

Quando
chorares,

enxugarei
teu planto com abraços meus.

Quando
sorrires,

em
mim é só alegria.

Quando
caminhares,

à
tua sombra estarei.

Quando
colheres,

ali
o meu amor,

o
nosso amor.

Quando
sentires dor,

acalmarei
teu ser com o acolhimento de quem ama.

Quando
sentires frio,

eu
sou teu cobertor.

Quando
vagares em devaneios e ilações,

teu
porto seguro sou eu.

Quando
não me encontrares,

olhes
para o teu coração.

Quando
o dia vier, o sol chegar, a luz aparecer,

ingredientes
do nosso encontro.

Quando
ouvires um canto retinindo nos ouvidos,

invadindo
o coração,

sou
eu que vim anunciar enlaces.

E
quando sentires a essência das flores,

pois
elas festejam a nossa união.

 Nilson
Ericeira